"A poesia é também uma forma de filosofar, de tentar compreender o movimento da vida, dar-lhe algum sentido, traduzir-lhe para os outros seres, usando mais o sentimento do que a razão. Os ingredientes dessa arte de profundidade filosófica provêm das experimentações das situações que a própria vida fornece, tantas vezes, independente de nossas escolhas. E a tradução é sempre acompanhada de beleza, de leveza, porque não se prende a nenhum proprietário. A poesia se doa a todo aquele que se reconhece e se apropria daquilo que percebe nos seus versos. Está sempre em estado de transformação, sempre interagindo, sempre sendo traduzida segundo a emoção e o conteúdo interno daquele que lê, no momento em que lê. A poesia está sempre viva!"

Sônia Arruda

setembro 10, 2011

Do que são feitos os poemas










por Sônia Arruda


Me destes músicas furtadas
E alguns poemas inéditos
E muitos dias de espera
E muitas noites depravadas


Me destes esperanças e dúvidas
E o amor que me queimava
Só encontrava alívio de menta
Se em ti, meu corpo abrigava


E me destes muitas viagens
Asas de pássaros ou de metal
De meu transporte, não importava
A forma. Mas o destino final


Me destes o conhecimento
Do sabor que a falta traz
Não se esgotava nos abraços
Queria sempre, sempre mais!


Ah! Me destes fartos poemas
Os ingredientes do que escrevi
Então, recebe o meu “obrigada”
Te dar meu amor... não consegui

2 comentários:

OZNA-OZNA disse...

los poemas están hechos por almas bellas y sensibles como la tuya, besinos de esta amiga admiradora.

Josette Garcia disse...

Gosto muito de sua poesia e gostei do espaço. Muitas inspirações sempre o renovem em beleza. Meu carinho fraterno