"A poesia é também uma forma de filosofar, de tentar compreender o movimento da vida, dar-lhe algum sentido, traduzir-lhe para os outros seres, usando mais o sentimento do que a razão. Os ingredientes dessa arte de profundidade filosófica provêm das experimentações das situações que a própria vida fornece, tantas vezes, independente de nossas escolhas. E a tradução é sempre acompanhada de beleza, de leveza, porque não se prende a nenhum proprietário. A poesia se doa a todo aquele que se reconhece e se apropria daquilo que percebe nos seus versos. Está sempre em estado de transformação, sempre interagindo, sempre sendo traduzida segundo a emoção e o conteúdo interno daquele que lê, no momento em que lê. A poesia está sempre viva!"

Sônia Arruda

dezembro 22, 2011

Meu Poema

por Sônia Arruda

Acordo pro dia novo
Mas me acompanha
Um bocejo de gata
Espreguiço um esboço
Vontade de vôo pleno
No pensamento do moço
Que me escreve poemas
E, mesmo tão pequena
Sinto que posso voar
Desfazer algumas trancas
Deixar o sol me inundar

Acordo cheia de graça
Me visto de sorrisos
E, de tudo, acho graça
Pois gatos sorriem também
Mas quero ser gata de asas
Fazer pazes com os pássaros
Dividir o céu sem guerra
Passear por sobre a terra
Enfeitar o sonho de alguém
E mais um presente ganhar
Feito de papel e letrinhas
Meu, de mais ninguém...

Nenhum comentário: